manchas_norosto.jpg











Manchas no Rosto
Tipos de Manchas
Tratamento para Manchas no Rosto
Previna Manchas no Rosto
Doenças de Pele
Fale Conosco
Mapa do site





Tipos de Manchas

Tipos de manchas.As manchas mais comuns de aparecerem no rosto são: melasma, melanose solar, pitiríase alba, pitiríase versicolor, efélides e manchas ocasionadas por acnes e lesões.


seta02  Melasma

O melasma são aquelas manchas castanhas e irregulares que aparecem, principalmente, nas maçãs do rosto, testa, nariz, lábio superior e têmporas. E as mulheres são as maiores vítimas, por culpa dos hormônios femininos. Os homens representam somente cerca de 10% dos casos.

O melasma é caracterizado como um distúrbio da pigmentação da pele, um aumento exagerado de melanina, que se intensifica ainda mais quando há um aumento de hormônios no organismo. Ou seja, os anticoncepcionais, a reposição hormonal e a gestação podem piorar a situação. 

Além dos hormônios, existem também outros fatores que podem influenciar no aparecimento das manchas e/ou piorar o quadro: fatores genéticos, problemas na tireoide e a luz solar, que estimula ainda mais a produção. 

A profundidade em que se localiza o pigmento da pele é o que define os tipos de melasmas, que podem ser:

  • Epidérmico: manchas mais superficiais, o pigmento se localiza na epiderme (camada mais externa da pele).

  • Dérmico: manchas mais profundas, pois o pigmento se encontra na derme (camada que se localiza abaixo da epiderme).

  • Misto: manchas que afetam as duas camadas da pele, a epiderme e a derme.

O tipo epidérmico é mais fácil de ser tratado, pois as manchas são mais superficiais. Já os outros dois tipos são mais difíceis de serem removidos.

Normalmente, o tratamento para melasma é feito através de substâncias despigmentantes, associadas a algum tipo de ácido e através de tratamentos estéticos, como o peeling.

A melhor forma de se prevenir do melasma é usando filtro solar todos os dias, independente do clima e do local que esteja.

Cloasma Gravídico: durante a gravidez, algumas mulheres adquirem melasmas, mas nesse caso, normalmente, as manchas somem depois da gestação.



seta02  Melanose solar

Melanose solar.A melanose solar, também conhecida como “manchas senis”, são as manchas mais escuras e mais comuns em pessoas com idade avançada. Mas elas não são provocadas pela idade e sim pelo tempo de exposição ao sol. Pode-se perceber que os locais mais escondidos, como a axila e a parte interna dos braços, mesmo tendo a “mesma idade”, não são afetados pela melanose solar.

Portanto, elas aparecem ao longo da vida, principalmente, em pessoas de pele clara. Essa pigmentação ocorre por causa do dano solar acumulado ao longo dos anos, que se reflete no aumento do número de melanócitos (células que produzem o pigmento), produzindo mais melanina e escurecendo a pele através das manchas. Os locais mais comuns de aparecer são nas áreas que ficam muito expostas ao sol, como o dorso das mãos e dos braços, a face, o colo e os ombros.

Para evitar o surgimento da melanose solar, é necessário se proteger do sol ao longo da vida, principalmente, nas regiões do corpo que ficam mais expostas. Mas para quem já tem manchas senis e deseja tratar, existem várias alternativas: cauterização química, criocirurgia, dermoabrasão, peelings químicos e luz intensa pulsada.


seta02  Pitiríase Alba

A Pitiríase alba é conhecida popularmente como “manchas brancas no rosto”, pois é caracterizada por manchas claras, arredondadas e, às vezes, com um aspecto pontilhado e que pode causar coceira e irritação. Infelizmente, a causa da doença é desconhecida. A única coisa que se sabe é que, normalmente, ela está relacionada ao histórico pessoal ou familiar de atopia, ou seja: asma, bronquite, rinite alérgica, etc.

Na maioria das vezes, a manifestação na pele ocorre após longos períodos de exposição ao sol, como se fosse uma reação alérgica. Os locais mais comuns de aparecer as manchas são no rosto, tronco e membros superiores.
 
Uma das formas de tentar evitar o aparecimento da Pitiríase alba é se protegendo do sol, hidratando a pele, tomando bastante líquido e procurando sempre ter uma alimentação rica em frutas, verduras e legumes, principalmente, durante o verão.


seta02  Pitiríase versicolor

A Pitiríase versicolor também é conhecida como “micose de praia” ou “pano branco” e muito confundida com a Pitiríase alba. Isso ocorre pois as manchas também são claras, porém, nesse caso trata-se realmente de uma micose, mas que não é adquirida na praia.

Pitiríase Versicolor.A doença é causada por um fungo que habita, normalmente, a nossa pele. Porém, em algumas pessoas ele se desenvolve e provoca as manchas. E só percebem o problema depois da exposição ao sol, pois nas áreas onde há a micose a pele não escurece, deixando as manchas mais perceptíveis. Por conta disso, as pessoas acham que pegaram a micose na praia.

As manchas aparecem mais na face, pescoço, braços, tronco e couro cabeludo. Geralmente, começam pequenas, mas podem crescer e se unir com outras.

O tratamento da Pitiríase versicolor é feito com medicamentos de uso via oral ou local. É uma micose que responde bem aos tratamentos, mas por ser um tipo de fungo que habita normalmente a pele, é possível que as manchas voltem a aparecer.
 

seta02  Manchas por cicatrizes de acnes e lesões

As acnes são um dos maiores traumas quando se trata de pele. Muitas pessoas já sofreram ou ainda sofrem com as inflamações que, muitas vezes, mesmo depois de tratadas deixam marcas e manchas. Diversos fatores influenciam para o surgimento de cravos e espinhas: oleosidade da pele, genética, desequilíbrio hormonal, alimentação inadequada, uso de cosméticos, medicamentos, entre outros.

Mas, antes de tratar das manchas, é necessário acabar de vez com a acne. Normalmente, o tratamento envolve medicamentos que tratam do problema internamente, ácidos que secam as espinhas, produtos de limpeza e tonificação, protetor solar e uma boa alimentação.

Depois de dar um fim às acnes, é necessário cuidar das manchas e marcas que restaram e, para isso, os dermatologistas recomendam ácidos, pomadas, cremes manipulados e alguns tratamentos estéticos (veja no próximo tópico).

Mas é importante lembrar que o uso do protetor solar tem que ser regular antes e depois do tratamento. Caso não use, as manchas podem ficar ainda mais difíceis de serem removidas.


seta02  Efélides (manchas marrons pequenas)
 
Efélides.As efélides são as famosas “sardas”, muito comum nas regiões do corpo que ficam mais expostas ao sol, como: face, colo e ombros. Elas são mais comuns em peles claras e em pessoas ruivas, pois são mais sensíveis ao sol e as sardas são causadas pelo aumento da melanina (pigmento responsável pela cor da pele).

Quando aparecem em excesso na região bucal e peribucal, dependendo do caso, podem ser consideradas como doença de Addison ou síndrome de Peutz-Jeghers.

Tem quem não se incomode com algumas sardinhas; porém, dependendo do tipo e da quantidade, pode apresentar perigo. Normalmente, para eliminá-las, usam-se despigmentantes, ácidos, peelings, entre outros (veja no próximo tópico).


Dica sobre Manchas no Rosto
 
Existem manchas que são causadas por cosméticos, assim como por cera de depilação, principalmente, no buço. Portanto, tome muito cuidado com o que usa, procure sempre a indicação de um dermatologista e tenha cuidado também com as depilações, faça somente em locais seguros e não saia ao sol sem proteção.
 
Manchas no Rosto   <<--  Tipos de Manchas  -->>  Tratamento para Manchas no Rosto